QUEM
SOMOS

A Clave de Soft surge em 1999 com o objetivo primeiro de

promover o ensino da música em Portugal

 

CLAVE DE SOFT

Sendo o “Canto” uma das mais importantes formas de expressão no desenvolvimento de competências na área da música, a Clave de Soft inicia a sua atividade em 1999, a partir de um projeto intitulado “Cancioneiro Popular ‐ Um Tesouro a Descobrir” que envolve toda uma comunidade educativa ‐ alunos, pessoal docente e não docente e encarregados de educação - na gravação e edição de um trabalho discográfico com canções tradicionais portuguesas.

Desde então tem vindo a editar centenas de trabalhos para diversas instituições educativas portuguesas, criando novos repertórios - Canções do Mundo, Canções de Natal, Canções Celtas, entre outros - e alargando o seu raio de ação a outros países da Europa - Espanha, França e Irlanda - dando origem ao seu atual projeto Sing the World.

Com uma equipa pluridisciplinar de professores de música, maestros, compositores, músicos e atores, técnicos de som e vídeo, a Clave de Soft detém um currículo de mais de 1000 instituições públicas e privadas em toda a Europa com as quais tem vindo a desenvolver os seus projetos, contando a partir de 2004 com o apoio do Governo Português para a sua divulgação, bem como o seu reconhecimento de “Projeto de Interesse Cultural”.

Paralelamente a este eixo de ação, a Clave de Soft desenvolve um outro conjunto de atividades, todas elas com o mesmo espírito: educar pela música!

Em 2005 cria a sua escola de música - Academia de Música de Telheiras - com o objetivo de oferecer à comunidade de Lisboa um serviço educativo artístico com um programa definido de acordo com o plano de estudos adotado pela ABRSM - Associated Board of the Royal Schools of Music.

No ano letivo 2006/2007 aposta fortemente na implementação do programa de Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC’s), ganhando o concurso público em todas as escolas do concelho de Oeiras e grande parte das escolas de Lisboa, trabalhando diretamente com mais de 200 professores de música para dar resposta a este aliciante programa do Ministério da Educação.

Em 2007 abre o seu estúdio de som onde desenvolve projetos que vão desde a gravação de artistas a solo, coros, bandas, filarmónicas, ranchos folclóricos, passando por locuções para rádio e filmes institucionais até filmes publicitários e novos desafios que estão sempre a surgir.

Em 2013 lança-se num novo desafio - Cantar Portugal - que leva às comunidades portuguesas espalhadas pelo  Mundo a possibilidade de se unirem em torno da música gravando e editando o seu próprio DVD Musical com canções tradicionais portuguesas.

Após 19 anos de existência, continua a trabalhar na plena convicção de que a música, nas suas diversas vertentes, deve ser encarada como uma peça fundamental no desenvolvimento harmonioso das sociedades modernas.